Buenos Aires

Floralis Genérica em Buenos Aires

O que fazer em 3 dias em Buenos Aires: Roteiro completo com bate e volta em Colônia Del Sacramento – Uruguai


Eu já visitei Buenos Aires em 3 ocasiões diferentes (acho que isso deixa claro que eu gostei, né? Hehe). E agora resolvi criar um roteiro sobre o que fazer em Buenos Aires em apenas 3 dias, com o que eu mais gosto de visitar na cidade. Eu conto o que eu gostaria de ter lido antes da minha primeira viagem pra lá e espero que ajude de alguma forma na sua programação também. Coloquei aqui o que eu considero como melhor “trajeto” para otimizar o passeio, além dos lugares e pontos turísticos que eu considero mais interessantes.

É um roteiro básico, enxuto, de dois dias inteiros na capital da nossa vizinha Argentina e no terceiro dia eu indico um bate e volta na cidade de Colônia Del Sacramento no Uruguai (conto aqui como fazer). Bora lá então:

Dia 01

Resumo do dia 01:

  • El Caminito
  • Museu e estádio do Boca Junios
  • Feirinha de SanTelmo
  • Casa Rosada
  • Puerto Madero
Melhor dia para começar esse roteiro do dia 01:

Se puder, (e recomendo muito) escolha um domingo para fazer esse dia. Se o seu primeiro dia for um sábado, faça o dia 02 desse roteiro no sábado e o dia 01 desse roteiro no Domingo!

O dia 01 desse roteiro é um dia para se fazer todo a pé, depois que você chegar no primeiro ponto, o El Caminito. Recomendo a pegar um táxi ou um Uber para chegar nesse primeiro ponto. Existe também o ônibus turístico, daqueles que você pode entrar e sair em qualquer ponto do trajeto quantas vezes quiser durante um ou dois dias.

Eu já fiz o passeio nesse ônibus, na minha primeira viagem para Buenos Aires, mas acho que não valeu a pena. O valor cobrado é muito alto e se você planejar direitinho, a maioria das atrações dá para fazer a pé. São necessários apenas alguns deslocamentos maiores, que aí sim, recomendo pegar o táxi ou o Uber (o preço é bom e como são poucos deslocamentos “maiores” acho que vale mais a pena pela comodidade). Eu recomendo o ônibus turístico apenas se você tiver um dia somente em Buenos Aires. Aí sim, vale a pena para poder passar pelo menos na porta de todas as atrações.

Agora os detalhes sobre cada lugar do resumo:


El Caminito

El Caminito é aquele bairro que tem as casinhas coloridas que todo mundo já deve ter visto uma foto ao pesquisar no google por Buenos Aires. É bem bonito e interessante (as casinhas eram feitas de zinco e madeira e depois pintadas com o resto de tinta dos barcos, algumas inclusive foram feitas de Containers, pelos marinheiros). Esse deve ser o primeiro ponto a ser visitado (logo pela manhã) porque o lugar fica muito cheio de turistas. Normalmente, depois de 10 da manhã, fica tão lotado de turistas que você não vai conseguir apreciar tanto o lugar ou tirar nenhuma foto legal.

Lá também tem um abordagem de dançarinos de tango muito grande, que já chegam meio que “te encochando” querendo tirar uma foto. Depois que você tira a foto, eles querem 20 ou 30 reais. É bem complicado, então já fique de olho caso não queira tirar uma foto com eles.

Museu e estádio do Boca Juniors

Do Caminito, siga até o estádio do Boca Juniors, são apenas 10 minutos caminhada. Para quem gosta de Futebol, é muito interessante visitar tanto a loja, quanto o Museu e o Estádio. Ao comprar o ingresso (que é vendido dentro da loja), diga que quer visitar o estádio também, se for o caso, porque existem dois tipos de ingresso: para visitar só o Museu ou o Museu e o Estádio.

Mais uma vez, é importante ir o quanto antes, pois a visita no estádio é super concorrida e às vezes as filas ficam enormes! Então, novamente, a dica é acordar cedo, dar uma volta no Caminito e logo em seguida “correr” para o estádio. (aconselho começar às 09:00 da manhã no Caminito).

Feirinha de San Telmo

Depois da visita no estádio, caminhe em direção à Plaza Dorrego, através da Rua Defensa. É nessa rua que acontece a feirinha de San Telmo, que acontece todos os domingos desde 1970 (teve apenas algumas paralizações). É uma feirinha de artesanato bem famosa em B.A. e tem muitas barraquinhas vendendo de tudo, ótimo para comprar aquela lembrancinha da viagem e também alfajor e doce de leite com preços muito bons. Algumas lojas inclusive oferecem degustação de doce de leite. Não perca, heim?

Materiais de couro (como jaquetas) também são bem tradicionais na Argentina e você encontra os melhores preços nessa feira. Da última vez que estive lá, em março de 2019, acabei comprando uma jaqueta de couro que hoje é meu xodó. Na época eu achei que o preço não estava tão mais barato que no Brasil (paguei 500 reais) e quase não comprei. Ainda bem que no final me decidi por comprar, porque hoje vejo que a qualidade e o design realmente são diferenciados.

É também nessa rua que fica a estátua da Mafalda (aquela dos quadrinhos, bem famosa em B.A. também). Chega a se formar uma filinha para tirar fotos com ela! E claro que eu fiquei na fila também! hehe

Aproveite que está na feirinha de San Telmo e experimente uma empanada no Mercado de San Telmo (que fica também na Rua da Defensa, entre as ruas Carlos Calvo e Estados Unidos). Tem uma barraquinha logo no início do mercado, que foi o melhor que eu já provei!

Casa Rosada

Seguindo até o final da feirinha de San Telmo, você dá direto na praça da Casa Rosada. Uma das principais atrações de Buenos Aires. É realmente um prédio muito bonito, mas eu nunca entrei nele pra saber como é por dentro. Apesar de saber que é possível fazer a visita interna (mediante agendamento prévio) já ouvi muitos relatos de que não vale a pena. Mas, de fato, eu não sei.

Ali perto da Casa Rosada, fica a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, essa sim vale a pena visitar. Além de ser gratuita, é linda por dentro.

Puerto madeiro

Da Catedral, ainda a pé, é só seguir para o Puerto Madero (é só ir em direção ao Rio Dique e permanecer na margem esquerda). É um ótimo lugar para encontrar um restaurante e curtir o movimento e a paisagem. São várias opções por ali para escolher (depois indico o restaurante que eu mais gosto e comento um que é bem famoso entre os brasileiros).

Na região do Puerto Madero é onde fica a Ponte de la Mujer (tem até uma publicação no meu Instagram sobre essa ponte). Andar por ali é bem agradável e vale a pena, principalmente no entardecer. O céu fica lindo! Tem também um barco ancorado que tem umas “luzinhas” acessas e funciona como um museu. O nome do Barco é ARA Presidente Sarmiento, a entrada custa por volta de 10 reais e em 10, 15 minutos você faz a visita. Não tem nada demais, mas acho interessante para conhecer como é um barco por dentro.


Dia 02

Resumo do dia 02:

  • Cemitério da Recoleta
  • Floralis Genérica
  • Jardim Japonês
  • Planetário
  • Bairro Palermo

Bom, o outro dia você pode começar por exemplo no Bairro Recoleta. Então, se você não estiver hospedado nesse bairro, é só se dirigir até lá para começar. Segue os detalhes sobre cada lugar do resumo:


Cemitério da Recoleta

Comece a visita pelo Cemitério da Recoleta. Recomendo você dar uma pesquisada no Google, porque é bem interessante e tem várias histórias- algumas inclusive meio macabras – relativas a esse cemitério (se quiser ler uma delas, tenho um post que conta uma das “estórias”. É só clicar aqui).

Pode parecer estranho visitar um cemitério, mas esse é sim considerado como um ponto turístico em Buenos Aires, de tão bonito. Eu acho super interessante e recomendo a visita.

Floralis Genérica

Depois de visitar o cemitério, siga em direção a essa flor metálica que virou um dos maiores símbolos de Buenos Aires. No caminho, você ainda vai passar por uma feirinha de artesanato (fica na Plaza Intendente Torcuato de Alvear) e pelo Museu de Belas Artes. Eu gosto de visitar museus (apesar de não entender muito de artes) então, se você gosta também, aproveite para fazer uma breve visita. Também no caminho está o belo prédio da Universidade de Buenos Aires. Aproveite para tirar belas fotos na ponte que atravessa a Avenida Del Libertador, que é exclusiva só para pedestres.

Quanto à Floralis Genérica, perca um tempo por ali para apreciar a paisagem e essa estrutura linda de 23 metros de altura e aproximadamente 18 toneladas! (é enooooorme!).

O nome Floralis significa que “faz parte” da flora e genérica vem do conceito de “gênero”, indicando que ela representa todas as flores do mundo. Uma outra curiosidade dessa flor, é que ela tem um mecanismo que a permite abrir e fechar conforme a incidência de raios solares. Ela normalmente se “abre” na parte da manhã e se fecha a noite (pra permitir o descanso da Flor hehe). É quase de verdade! hehe

Jardim Japonês

O próximo ponto do Roteiro, fica um pouco mais afastado (mais ou menos 2 km de distância). Então, meu conselho é pegar um Uber ou um táxi para chegar. Como o nome já diz, o Jardim Japonês é um jardim onde você encontra vários detalhes ao estilo oriental, além de uma estufa com uma variedade bem grande de Bonsai’s.

É um ótimo lugar para relaxar um pouco, curtir a natureza e tirar belas fotos. Tem ainda uma loja de souvenir, onde você encontra várias lembrancinhas de viagem bem diferentes e com um “toque do Japão”. Separe pelo menos uma hora para conhecer o Jardim Japonês.

Ele funciona todos os dias, entre 10:00 e 18:00 horas. Se quiser conferir valores e ocasiões especiais, consulte o site oficial do museu aqui.

Planetário

Agora siga para o Planetário. Fica apenas a 10 minutos de caminhada do Jardim Japonês. O prédio em si já é bem bonito e se você gosta um pouco de astronomia, visite o prédio por dentro.

Eu ainda não consegui entrar, nas duas últimas vezes que fui em Buenos Aires, ele se encontrava em reforma na parte interna e na primeira vez que eu fui na cidade, não sabia da existência desse lugar…..  Então, não sei dar mais informações sobre como é a visita. Mas pesquisei o link do site oficial e se você quiser informações mais atualizadas, só clicar aqui.

Bairro Palermo

A próxima atração, é uma caminhada pelas charmosas ruas do Bairro Palermo. Aconselho a pegar um táxi ou Uber novamente (como referência, coloque o nome “Plaza Serrano”). É um bairro bem gostoso para andar à toa mesmo. São vários cafés, restaurantes e bares para curtir um fim de tarde bem gostoso.

Dia 03

Nesse terceiro dia, recomendo fazer um bate e volta em Colônia Del Sacramento – Uruguai. É um passeio de barco, feito em catamarãs enormes e na minha opinião, não precisa comprar antecipado as passagens (a não ser que você esteja viajando em altíssima temporada). Tem muito site falando que precisa comprar antecipado, fazendo o “terror” para comprar antes e tal… mas, nas duas vezes que eu fui, não tive problemas nenhum para comprar as passagens no dia e inclusive foi mais barato do que está anunciado nos sites.

Como chegar em Colônia Del Sacramento?

Procure a estação da “Buquebus” que fica no Puerto Madero (só jogar no google). Existem 3 horários de ida e outros 3 horários de retorno. Consulte os horários no site oficial aqui).

Recomendo ir no horário que é próximo de meio-dia. Não precisa ir muito cedo (no primeiro horário) porque, apesar de ser uma cidadezinha muito fofa, não tem muita coisa para fazer. Para o retorno, recomendo voltar no último horário, no início da noite. Acho muito bacana ficar em Colônia no final da tarde, porque o pôr do sol lá é bem bonito. Colônia del Sacramento é um passeio a pé bem gostoso, para admirar o Rio Prata, as casinhas coloridas e almoçar em um restaurante bem charmoso (são vários por lá).

Uma outra dica que eu dou, é que em Colônia del Sacramento, eles aceitam o peso argentino, não precisa trocar por peso uruguaio dentro do navio (te oferecem toda hora, mas não precisa. Na primeira vez que fui, claro que fiz essa conversão e no final acabei perdendo dinheiro).


Bom, com relação a lugares para visitar, são esses lugares que considero imperdíveis em Buenos Aires. Ainda tem mais lugares para visitar, mas quis fazer aqui um roteiro de 3 dias, apenas com o essencial. Se você tiver mais tempo na cidade, ou se sobrar tempo depois de você conhecer todos os lugares que eu listei aqui, você pode ainda visitar:

Jardim Botânico:

Fica próximo ao Jardim Japonês e eu acho bem bonito.

Galerias Pacifico:

é um dos mais famosos shoppings de B.A. Recomendo muito para comprar aquele alfajor de última hora… hehe São várias ofertas por lá e o shopping é lindo

Calle Florida (ou Rua das Flores):

Eu, particularmente não recomendo muito. Mas é um outro ponto bem famoso de Buenos Aires. Eu não gosto porque é muito assédio de pessoas oferecendo de tudo: é câmbio, é almoço, é pra comprar qualquer Bugiganga… e é sempre lotada de turistas. Mas pra mim, essa rua beira o Caos! (ou acho que estou muita velha para tanta confusão! Hehe) Muita gente gosta de ir porque tem muitas lojas e eles falam que é bom para compras. Mas, de verdade, eu nunca viajo para compras… prefiro gastar meu dinheiro com mais viagens… hehe Mas, se você não abre mão de trazer muitas sacolas da viagem, a Calle Florida é o lugar!

Zoo de Luján:

É um lugar meio polêmico, mas ainda assim muito procurado pelos turistas. É aquele zoológico onde você pode de certa forma interagir com os animais, inclusive leões. Eu nunca fui porque eu fico com muita dó dos animais. Mas é um passeio que muita gente faz como um bate-volta a partir de Buenos Aires.

Segue agora uma dica sobre o Câmbio em Buenos, dicas de restaurantes e um lugar que recomendo para hospedagem.


Câmbio em Buenos Aires?

Vou contar duas situações bem diferentes que tive com relação ao Câmbio e depois a minha sugestão.

Quando eu fui a primeira vez, em 2014, eu fiquei hospedada no bairro Recoleta. Como é um bairro muito turístico, e o hotel é super bem localizado, foi muito fácil para trocar dinheiro. No próprio hotel eles me deram informações de onde trocar (que era inclusive bem perto). Não troque em qualquer lugar, procure referências. Normalmente tem muitas casas de câmbio e no próprio local que vai ficar hospedada eles te indicam onde fazer isso. Mas, no bairro Recoleta eu vi vários locais (bares e restaurantes) aceitando real e dólar também, mais aí eles fazem a cotação que eles querem, né? A gente acaba perdendo um pouco.

Já quando fui em Maio de 2017 foi bem diferente.

Eu fiquei hospedada no Bairro Palermo, que é um bairro digamos mais boêmio. E cheguei numa quinta-feira no final da tarde e quando me dei conta não tinha mais casa de câmbio aberta. Eu pensei que ia ser fácil como no Recoleta, encontrar bares e restaurantes que aceitassem reais ou dólares, mas não foi bem assim. Não encontrei nenhum lugar e para minha surpresa, nem cartão de crédito eles estavam aceitando. Foi bem difícil conseguir um local que trocasse meus reais… No outro dia eu encontrei uma casa de câmbio (não sei te falar exatamente onde que é, porque eu simplesmente achei uma andando na rua em Palermo).

Mas foi uma casa de câmbio, não foi uma pessoa que estava na rua oferecendo. Isso eu te falo para não fazer. Se alguém te abordar na rua oferecendo para trocar dinheiro não aceite, porque pode ser cilada.

Depois de passar por essas duas experiências o que eu recomendo a fazer é o que eu fiz na minha última viagem para lá (em Março de 2019): leve pelo menos uns 200 reais em pesos para as despesas iniciais e eventuais contratempos. Em várias cidades brasileiras você consegue comprar pesos argentinos e, mesmo a cotação não sendo tão boa, garanta pelo menos um pouco para as despesas iniciais. Mas não troque muito pois, a cotação que você vai conseguir no Brasil é mesmo muito ruim comparado à cotação que você consegue estando em Buenos Aires.


Onde se hospedar em Buenos Aires?

Indico o Cyan Recoleta Hotel. É um hotel muito bem localizado, fica perto de vários pontos turísticos (que inclusive estão no roteiro) além de contar com vários restaurantes, barzinhos e lojas na região. Já fiquei hospedada nesse Hotel duas vezes e se voltar hoje à B.A. ficaria novamente. Ainda mais depois do estresse que passei com o câmbio ao me hospedar em outro bairro. Eu acho o custo benefício desse Hotel muito bom, pela localização, tamanho do quarto e o farto café da manhã. Minha única reclamação é o tamanho do banheiro, que acho meio apertado. Mas nada que desabone a estadia.


Onde comer em Buenos Aires?

Siga la Vaca (Puerto Madero)

É um restaurante bem famosinho entre os brasileiros. Todo mundo vai lá. Em 2017 paguei 70 reais no almoço (referência Maio 2017) por um buffet a vontade (inclusive carnes) e uma bebida inclusa (a bebida era um litro! Um litro de cerveja, ou um litro de vinho ou um litro de água). Eu acho o restaurante bacana, mas não é nada demais. Aliás, se fala muito da carne Argentina e tal, mas para ser sincera, não acho que é grandes coisas não (trago verdades! Hehe Mas é só a minha humilde opinião. Tem gente que ama e diz que é a melhor carne do mundo!) Acho que não gosto tanto porque normalmente, eles fazem a carne totalmente sem sal… “dizem que isso resseca a carne”… mas eu odeio ter que colocar sal na comida… talvez por isso torço um pouco o nariz para a carne argentina.

Cabana las Lilas (Puerto Madero)

É desses restaurantes para se sentir “abraçado”. Aqueles que você percebe que a comida foi bem preparada, além de atendimento impecável. O valor é um pouco mais salgado, cerca de mais ou menos, 170 reais por pessoa (bebida inclusa- referência Março 2019) mas, para Porto Madero, esse valor é normal. Tem muitos restaurantes nessa área tão requisita que é ainda mais caro. Mas, na minha opinião, esse é um lugar que vale a pena. Clique aqui para dar uma olhada no site do restaurante.

BullerPub (Recoleta)

Um lugar ótimo para um fim de tarde e para apreciar cervejas artesanais. Fica bem perto do Hotel que eu indiquei (quase em frente ao Cemitério da Recoleta). Segue o site do restaurante para mais informações.


Bom, espero que tenha gostado e se tiver qualquer dúvida, fique a vontade para perguntar! Ficarei feliz se eu puder ajudar!

Um grande abraço,

Gi.

2 comentários em “Buenos Aires

  1. Fernanda Cazais disse:

    Dicas sussas, como eu já esperava… informações detalhadas e dadas de forma que nos sentimos como se estivéssemos num bate papo, trocando ideias sobre a última viagem. Você escreve de forma que nos aproxima e nos acolhe, passa uma tranquilidade! Parabéns, Gi!!!

    1. Oi Nanda!! Muito obrigada! Você é uma querida!!! Beijos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.