Alemanha – Münster

Igreja de St. Lamberti em Münster

O que fazer em um dia em Münster?


Münster fica a duas horas de trem de Colônia, ao norte do estado alemão de Nordrhein-Westfalen. Se você estiver com o roteiro bem programado, dá pra fazer como um bate e volta a partir de Colônia. Fica um pouco apertado, mas pode funcionar! Münster é conhecida por ser uma cidade muito charmosa e cheia de “estórias”. A cidade ainda tem o apelido de “Amsterdã alemã” por causa do grande número de ciclistas que circulam por lá. Segundo o site da prefeitura, são mais bicicletas que moradores na cidade! “Diz” que são 300 mil moradores e 500 mil bikes! Uma média de 1,66 por habitante! Realmente estão por todos os lados e vale prestar a atenção ao andar pelas ruas de Münster!

Preparei uma listinha na sequência do que visitar em um dia em Münster:

  • Rathaus
  • St. Paulus Dom
  • Prinzipalmarkt
  • Igreja de St. Lamberti
  • Schlossplatz

Saindo pela estação central de trem, caminhe até chegar na Ludgeristraße (10 minutos) e de lá, é só “seguir o fluxo” de pessoas que você já vai sair direto na Rua chamada Prinzipalmarkt, onde está a primeira atração da listinha:


Rathaus

Rathaus (prédio da prefeitura de Münster)

É um edifício gótico de meados do século 14 e um dos principais marcos da cidade. Esse é o prédio da prefeitura e ficou famoso por ter sido onde o acordo para Paz da Vestfália foi assinado em 164, que deu fim à guerra dos 30 anos. O valor da entrada é 2 euros (abril 2019) mas o acesso é bem limitado, só é possível visitar uma sala do prédio: justamente a sala onde a Paz de Vestfália foi assinado. A não ser que você esteja com muito tempo ou goste muito de história, não indico a visita, porque não tem muitos atrativos nessa sala (na minha opinião).

Logo em seguida, dobre a esquerda em frente a esse prédio e vá até a Dom Platz, a próxima atração do roteiro.


St. Paulus Dom

Dom Platz

A forma como vemos a Catedral hoje, foi terminada no século XIX, mas ela foi construída e demolida várias vezes desde o século IX (inclusive pós segunda guerra mundial), o que fez com a sua arquitetura representasse vários estilos de construção, como a românica e o gótico. Ela fica no coração da cidade, na praça chamada Dom Platz, adjacente ao prédio da Prefeitura. Está como segunda atração aqui no roteiro por uma questão de horário… certifique-se que você fará a visita no interior da Catedral, um pouco antes do meio dia! Exatamente ao meio-dia, acontece um verdadeiro show dentro da Catedral: nesse horário você consegue ver o relógio astronômico funcionando!

Relógio Astronômico da Catedral de Münster

São vários “personagens” que ganham movimento aos sons de sinos e uma música estilo “caixinha de música”. É muito fofo! Não perca!


Prinzipalmarkt e Igreja de St. Lamberti

Rua Prinzipalmarkt

Depois da visita na Catedral, retorne para a Rua do Prédio da Prefeitura, a Prinzipalmarkt e siga em direção a Igreja de St. Lamberti. Caminhar por essa rua já é um passeio… é uma rua com calçamento de pedra, com construções bem charmosas dos dois lados da rua e que atraem muitos turistas. Em 2006, essa rua inclusive alcançou o quarto lugar no programa ZDF Our Best – Os Lugares Favoritos dos Alemães.

Ela funcionou e ainda funciona como uma espécie de mercado comercial desde o século XV, onde os comerciantes ofereciam seus produtos por debaixo dos arcos das fachadas pois assim, clientes e produtos ficavam protegidos da chuva e do mal tempo. A maioria dos prédios ainda conservam as características e arquitetura dessa época, apesar de terem passado por uma grande reconstrução no pós segunda guerra mundial. Hoje encontramos nessa rua, a Prinzipalmarkt, as principais lojas da cidade, inclusive várias grifes famosas também estão por ali. Passar por ela várias vezes faz parte da visita em Münster.

E ao final da Prinzipalmarkt, está a Igreja de St. Lamberti, que guarda muitas “estórias” interessantes. Uma delas você pode conferir nesse post.

Igreja de St. Lamberti

Uma outra estória bem bacana é a da “tocadora de corneta” da Igreja, que conto abaixo:

Uma profissão inusitada em Münster.

Todos os dias (exceto às terças), entre 21:30 e meia noite, uma pessoa toca uma espécie de “corneta” do alto da torre da Igreja. Isso é feito de meia em meia hora e serve pra avisar à população, de que está tudo bem: escutar os 3 toques dessa “corneta” significa que a cidade está livre de inimigos, não tem nada pegando fogo e todos podem dormir tranquilos (ainda bem que tocou todos os dias que eu estava lá! Hehe) Esse “ritual” é feito desde 1379 e virou uma tradição. Hoje quem toca a “corneta” é uma mulher: Martje Saljé (ela tem até uma página na Wikipédia – clique aqui para ver.). O serviço é considerado uma profissão (Türmer/Türmerin) e a pessoa tem que passar por uma espécie de concurso público para ganhar o cargo!

Símbolo do ” Türmer” – profissional que toca a corneta – gravado em uma das fachadas da Igreja.

Para trabalhar, Martje tem que subir diariamente os 300 degraus da torre (acredito que esteja com o fôlego em dia” hehe) A “corneta” na verdade é uma réplica de um chifre do século 16, tipo um “berrante”. O “barulho” parece mesmo com o som de um “berrante” e é tocado em apenas 3 direções da torre. Existe uma lenda que fala que o “berrante” não pode ser tocado na direção leste da torre, porque existe um antigo cemitério nessa direção e “a paz dos mortos não devem ser “perturbada”.
Eu achei bem legal eles manterem a tradição viva até hoje. “Diz” que teve uma vez em 2015, que a Martje avistou um incêndio que ainda não tinha sido identificado e ela mesma alertou o corpo de bombeiros da cidade. Não disse que Münster é cheia de histórias?


Schlossplatz

Universidade de Münster.

Agora siga em direção à Schlossplatz. São 15 minutos de caminhada a partir da Igreja de Sr. Lamberti e você pode passar novamente pela Catedral de Münster ou já partir para um almoço bem gostoso em um restaurante que fica no caminho, o Grosser Kiepenkerl (conto mais abaixo sobre ele).

A praça Schlossplatz é onde fica o prédio da universidade de Münster e o Jardim Botânico. O prédio só é bonito por fora (já que dentro só tem salas de aula hehe). Mas dá para “atravessá-lo” e chegar até o jardim botânico, que rende um passeio bem gostoso. Tem até umas estufas dentro do jardim, que reproduzem o clima tropical e tem até plantas suculentas.


Bom, esse foi o último ponto desse roteiro. Da Shlossplatz, retorne para a estação central a pé (20 minutos de caminhada – 2,0km) ou pegue um ônibus. Logo abaixo eu conto sobre onde comer em Münster:


Onde comer em Münster?

Eu recomendo muito o Grosser Kiepenkerl. Fica bem próximo da Igreja de St. Lamberti, na rua Spiekerhof 45 (é só seguir a rua principal, continuando pelas construções típicas cheias de arcos). O restaurante é muito bom, pratos bem servidos e atendimento muito bom também. E eles ainda produzem a própria cerveja (que só é vendida nesse restaurante e é uma delícia!)


Gostou de conhecer um pouco mais sobre essa linda cidade? Deixe o seu comentário, dúvidas, críticas, elogios e sugestões! Ficarei muito feliz em responder!

E se você quer um roteiro personalizado, cheio de dicas e lugares interessantes para conhecer na Alemanha, me manda um e-mail e peça seu orçamento. Também posso te ajudar na escolha e reserva do seu Hotel, na escolha do meio de transporte e na compra dos tickets também (transporte, museus, atrações…). Me conta onde você quer ir que eu monto a sua programação.

Me mande um e-mail e peça o seu orçamento! Vamos conversar! viaje.com.gi@gmail.com

Um grande abraço,

Gi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.